zeldagames.info
BAIXAR MOBI
 

CARTILHA O SONHO DE TALITA BAIXAR

zeldagames.info  /   CARTILHA O SONHO DE TALITA BAIXAR
postado por Elke

CARTILHA O SONHO DE TALITA BAIXAR

| Música

    5 de fev de Paginas da cartilha de Sonhos de Talita. Veja mais ideias sobre Nostalgia, Sonhos e Unicórnio. Cartilha Sonhos de Talita. Sonhos de talita. visualizações. Compartilhar; Gostei; Baixar Dalu Barreto., Working at SME SEE. Seguir. Sonho de Talita. Trabalhei alfabetizando com esta cartilha muitos anos de minha vida e sempre obtendo sucesso. Lembro bem que meu filho.

    Nome: cartilha o sonho de talita
    Formato:ZIP-Arquivar
    Sistemas operacionais: iOS. Windows XP/7/10. MacOS. Android.
    Licença:Grátis (* Para uso pessoal)
    Tamanho do arquivo:40.83 MB


    Bons estudos e foco!! E desculpa pela demora, estava meio distante por causa das provas. Graças a ela peguei gosto pela leitura e hoje sou professor de Português. Minha filha apresenta dificuldades na aprendizagem e fui aconselhada a trabalhar com esta cartilha para ver se alcançamos alguma melhora. Agradecimento eterno! Cada grupo de Carmelitas tem o seu jeito de viver o nosso carisma. Se puder, assina Biologia Total tbm.. E o consumismo mata qualquer esforço de consciência crítica. Vc tem ela scaneada? Isto foi em torno do ano Saudações, Jorge, o santo. Osiris disse:.

    Cartilha Sonhos de Talita. Sonhos de talita. visualizações. Compartilhar; Gostei; Baixar Dalu Barreto., Working at SME SEE. Seguir. Sonho de Talita. Trabalhei alfabetizando com esta cartilha muitos anos de minha vida e sempre obtendo sucesso. Lembro bem que meu filho. Na Saraiva você encontra milhares de itens, entre Livros, eBooks, Blu-Ray, Papelaria, Games, Smartphones, Eletrônicos. Entregamos em todo o Brasil. Confira!. A educação moderna diz que não se deve mais usar cartilhas. Mas eu fui alfabetizada com um livro inesquecível: O sonho de Talita! Olhando hoje, podemos. Alex, o livro que vc está falando é a Cartilha " O Sonho de Talita". .. baixar nesse site: zeldagames.info

    Personal Growth. Flag for inappropriate content. Related titles. Carousel Previous Carousel Next. Jump to Page. Search inside document. O dado de Edu é belo. O xale de Xuxa é de luxo. Davi deu uva à ave. A ave voou. Saulo deixa saudade. Sofia ficou feliz. Gugu deu goiaba ao galo. Ele bebeu todo o leite. O tatu é guloso. Ele subiu na mobília da sala. Mimi mia muito. O cavalo é muito belo. Ele subiu muito alto. Hugo é muito sabido.

    A jabuticaba é muito doce. Zezé come salada. A salada é boa. A barata subiu na rede. A rede é amarela. Ela colocou canela na banana.

    O SONHO DE TALITA BAIXAR CARTILHA

    A banana ficou uma delícia! A abelha trabalha por todo lado. Ela fica na folha. Cocota põe ovo no ninho. Lincoln Sobral. Aline Marta Borges. Ketiuce Ferreira Silva. Paulo Marcos Cabral Jr. Andreus BC. Lamone Roberto. Juliana Funaro Silveira Lavez. Angelita Fernandes da Silva.

    Tâmara Faria. Filipa Albuquerque. Melissa Mizuno. Trata-se da experiência mística. Por exemplo:. Literalmente se diz : Esvazia-te diante de Javé e agüenta firme. A palavra esperar agüentar , sugere a atitude da mulher em dores de parto.

    Ela agüenta firme, porque sabe que vai nascer vida nova, apesar das muitas dores. É a mesma experiência da certeza que vem de Deus. O Escudo do Carmo. O Escudo do Carmo simboliza nossa pertença à Família Carmelitana. É nossa carteira de identidade, distintivo visível que carregamos na lapela. Elias, com seu fogo profético; Maria, com seu desejo de encarnar a Palavra; Eliseu, com sua vontade de ser discípulo fiel.

    Uma chave de leitura para a Regra. Rc 2: O rumo de vida para todos: viver em obséquio de Jesus Cristo. Rc 4: O Prior e os Votos: assumir o projeto da Comunidade. Rc 5: O Lugar de Moradia : preservar o deserto interior. Rc 8: A Estabilidade no Lugar : assumir a forma de vida dos mendicantes. Rc 9: A Cela do Prior na entrada: acolher e encaminhar os visitantes. Rc Na cela : meditar dia e noite na lei do Senhor e vigiar em orações.

    Os meios para alcançar o ideal Rc Rc A abstinência : passar pelo nada para chegar ao tudo. Rc O trabalho : ocupar o tempo e providenciar o próprio sustento. Recomendações finais para uma convivência madura Rc Se a Fraternidade procurar ser Profética, ela produz Solidariedade.

    O que é Mística? A palavra mística vem do grego. Algumas pessoas têm uma sensibilidade maior diante da natureza, outras diante de situações humanas, outras diante de intuições filosóficas, outras diante de suas reações interiores, outras quando se encontram em meio ao borbulho da vida agitada na cidade. É a partilha destas experiências que enriquece a vida de todos. É um olhar diferente sobre as coisas do dia-a-dia da vida. Jeremias soube ler a natureza com outros olhos.

    E assim, em Jeremias renasceu a esperança como resposta a este amor maior de Deus, redescoberto na raiz dos fenômenos da natureza, que envolve todas as coisas do universo. Vamos subindo a Montanha, o Monte Carmelo, desfazendo-nos de tudo que pode atrapalhar ou impedir a subida e a experiência do amor. O crescimento pessoal só se faz e só é possível dentro da comunidade. Fraternidade Orante e Profética no meio do Povo. Nossa Regra surgiu como proposta de vida naquele grupo de peregrinos que viviam no Monte Carmelo.

    Eles pediram ao Alberto para que, em nome da Igreja, confirmasse a proposta deles. A forma de vida que eles adotaram, desde o começo, era o novo tipo de Vida Religiosa que estava surgindo na Europa e que se chamava Movimento Mendicante. Eles eram chamados frades menores. O exercício da fraternidade nasce da experiência de Deus e conduz para uma experiência mais profunda de Deus. Eis o esquema:. Para crescer bem, ela deve lançar raízes para baixo, para dentro da terra.

    Crescer e dar frutos significa irradiar o Reino de Deus, para além de nós mesmos, no meio do povo, sobretudo dos pobres. Para o uso os sete símbolos. Acabamos de percorrer os sete símbolos que apontam sete passos ou sete valores da espiritualidade e do carisma do Carmelo. Para isto damos aqui algumas sugestões. Uma pessoa mostra o símbolo a todos e explica o seu sentido à comunidade. Para além das sugestões e por meio delas, o que se quer alcançar é a criatividade do grupo, o envolvimento participativo de todos e a vivência da liberdade dos filhos e filhas de Deus em total obediência ao Pai.

    Jesus, nosso modelo de vida. O Patriarca Alberto escreve o seguinte no prólogo da Regra do Carmo:. Jesus foi fiel ao Pai e aos pobres da sua terra.

    Cartilha__Alfabetizando

    Conheceu a pobreza pelo lado de dentro. Esvaziou-se e foi esvaziado Flp 2,7. O abandono ao qual eram condenados os pobres! Morreu soltando o grito dos pobres Mc 15,37 , certo de ser ouvido pelo Pai que escuta o clamor do pobre Ex 2,24; 3,7. Por isso, Deus o exaltou Fl 2,9!

    Jesus se deixou moldar pelo Pai a cada momento da sua vida. Foi um longo processo. Jesus lutou para ser fiel ao Pai. Teve que pedir a ajuda dos amigos Mt 26, Teve que rezar muito para poder vencer Hb 5,7; Lc 22, Mas venceu! E Deus o escutou, porque ele foi submisso. Embora sendo Filho de Deus, aprendeu a ser obediente através de seus sofrimentos. Jesus o percebeu e o revelou Mt 16, Ele via o tempo maduro, o campo branco para a colheita Jo 4,35 , e anunciava Mc 1,15 :.

    E logo em seguida começou a irradiar a Boa Nova do Reino no meio do povo. Jesus irradia a Boa Nova do Reino pelo seu jeito de conviver com o povo. A Boa Nova do Reino era como um fertilizante que faz a semente brotar e crescer. Jesus desobstruiu o acesso à fonte dentro das pessoas. Assim, muitas pessoas, através da fé em Jesus, despertaram para uma vida nova.

    O Sonho de Talita - Cartilha - Saraiva

    No que segue vamos ver como Jesus irradiava a Boa Nova do Reino pelo seu jeito de conviver …. Eles explicavam tudo direitinho conforme a letra da lei, mas a muitos deles faltava o espírito da lei.

    Diziam que a pobreza, o sofrimento, os males da vida e as deficiências eram castigos de Deus. Jesus experimentava Deus de maneira diferente. Ele tinha um outro espírito , que o fazia meditar a letra da lei com um novo olhar e o levava a escutar os pobres com muita ternura.

    Jesus também era pobre. Nasceu pobre e escolheu ficar do lado dos pobres. Mas ele nunca tentou uma saída individual, só para si. Vivia no meio dos pobres da sua terra, igual a eles. Na sua pobreza Jesus tinha uma riqueza maior: Deus estava com ele. O Reino de Deus vivia nele e o espírito do Reino levava a lutar para que a injustiça fosse eliminada e os bens da terra fossem partilhados e se tornassem fonte de fraternidade para todos.

    Esta riqueza do Reino de Deus e da fraternidade, Jesus a irradiava no meio dos pobres e queria que todos a descobrissem. Jesus e seus discípulos viviam misturados com os pobres e os excluídos Mc 2,16; 1,41; Lc 7, Jesus reconhecia a riqueza e o valor dos pobres Mt 11,; Lc 21, , e proclamava-os felizes Lc 6,20; Mt 5,3.

    E a quem desejava segui-lo para conviver com ele, mandava escolher: ou Deus, ou o dinheiro! Mt 6, Mt 10, Eram pobres em espírito, pois iam animados pelo mesmo espírito de Jesus. Jesus anunciava o Reino para todos, para pobres e ricos. Todo este carinho de Jesus na convivência com os pobres era a maneira de ele revelar a preferência do amor do Pai para com eles. Jesus queria que os pobres tomassem consciência deste amor do Pai que o animava por dentro, e que, como ele, encontrassem em Deus a fonte da sua felicidade.

    Nem Jesus escapa. Nascemos chorando. Uns choram mais que os outros. Choro alegre e choro triste. Deve ter chorado, quando os romanos destruíram a cidade de Séforis, capital da Galiléia, matando e escravizando seus moradores. Jesus tinha de 7 a 8 anos de idade e Séforis ficava a apenas oito quilômetros de Nazaré. Jesus se comovia diante do povo faminto que o procurava Mc 6, Jesus retomou o projeto de Deus Pai que criou a vida para ser bendita Gn 1, Ele combateu os males que faziam o povo sofrer e chorar: combateu a fome , pois alimentou os famintos Mc 6,; 8, ; combateu a doença , pois curou os enfermos Mt 4, 24; 8, ; combateu os males da natureza , pois acalmou as tempestades Mt 14,32; 8, ; expulsou os maus espíritos e os proibia de falar Mc 1, Poder consolar os tristes e aflitos deve ter sido para Jesus uma fonte de muito consolo e alegria.

    Ele deve ter tido momentos de profunda alegria. Jesus queria que todos tivessem esta mesma alegria de poder dizer uma palavra de conforto a quem estava aflito e desanimado Is 50,4.

    Ofereci minhas costas aos que me batiam e o queixo aos que me arrancavam a barba. O Senhor é a minha ajuda! Eu, porém, lhes digo: amem os seus inimigos, e rezem por aqueles que perseguem vocês! Jesus imitou o Pai e revelou o seu amor. Cada gesto, cada palavra de Jesus, desde o nascimento até à morte na cruz foi um crescendo contínuo. O soldado, empregado do império, prendeu o pulso de Jesus no braço da cruz, colocou um prego e começou a bater.

    O sangue espirrava. O corpo de Jesus se contorcia de dor. O soldado bruto e ignorante, alheio ao que estava fazendo e ao que estava acontecendo ao redor, continuava batendo como se fosse um prego na parede da sua casa para pendurar um quadro.

    No tempo de Jesus, muitos escribas e fariseus ensinavam que a justiça só se alcançaria observando a lei até nos seus mínimos detalhes.

    BAIXAR TALITA O SONHO CARTILHA DE

    Deste modo, o relacionamento com Deus se tornava comercial: Eu dou algo a Deus, para que Ele me pague. Se eu observar bem toda a lei, posso exigir que Ele me dê a recompensa prometida. No ensino deles o acento caía na observância, no merecer. Esta tremenda injustiça para com Deus se manifestava nas coisas mais comuns do dia-a-dia e transformava a vida de muitas pessoas num inferno.

    E assim havia muitas outras normas, observâncias e costumes. Rom 7, Só quem observava toda a lei é que se tornava justo e recebia de Deus o prêmio da sua justiça. Assim eles pensavam, e assim se ensinava. Ele tinha fome e sede de uma outra justiça. Ele experimentava em sua própria vida que, quando uma pessoa se esforça para viver e irradiar esta fome e sede de Justiça, ela começa a sentir um prazer imenso em poder colaborar para criar um mundo mais justo e mais fraterno. Jesus queria que todos pudessem sentir este mesmo prazer que nasce quando se vive e se pratica esta fome e sede de justiça.

    Jesus era a misericórdia em pessoa. Ele conhecia de perto a miséria e o sofrimento do seu povo. Jesus sabia o que se passava no seu país. O que Jesus mais fazia era atender às pessoas que o procuravam em busca de alguma ajuda ou alívio. Ele fazia isto desde pequeno. Sim, Jesus era a misericórdia em pessoa. Certa vez, ele queria descansar um pouco e foi de barco para o outro lado do lago Mc 6, O povo soube e foi a pé na frente dele e ficou esperando por ele na praia Mc 6, Era tanta gente que o procurava, que nem sobrava tempo para ele comer Mc 3,20; Mt 6, Perdoou até o soldado que o estava matando Lc 23, Até sete vezes?

    O evangelho conta também as brigas e discussões que Jesus sustentava para defender os sofredores contra as agressões injustas das autoridades religiosas. Defendeu a moça que foi agredida como pecadora na casa de um fariseu Lc 7, Defendeu a mulher acusada de adultério por alguns fariseus Jo 8, Acolhia os leprosos, os doentes, os cegos, os coxos, todos e todas que o procuravam. E ele explicou o motivo que o levava a ter esse seu comportamento.

    Agindo assim, Jesus irradiava para os outros o amor que ele mesmo recebia do Pai. Mostrando todo este carinho, Jesus recebia de volta o carinho e a misericórdia do povo.

    Quando o olhar é sadio, o corpo inteiro também fica iluminado. Mt 15,14; 23,; Jo 9, Mas quem tem um olhar puro, esse consegue perceber os apelos de Deus na vida. Ele só fazia aquilo que o Pai lhe mostrava que era para fazer Jo 5, Ele falava só aquilo que ouvia do Pai Jo 5, Jesus procurava ajudar os discípulos a limpar o olhar, mas nem sempre conseguia. Por exemplo, a conversa de Jesus com a Samaritana Jo 4, , com Nicodemos Jo 3, , com Marta Jo 11, , com o cego que foi curado sem nem sequer saber quem era Jesus Jo 9, Jesus ajudava até mesmo as pessoas que resistiam contra ele: alguns judeus Jo 8, e Pilatos Jo 18, Jesus se esforçava para que as pessoas modificassem seu olhar sobre o próximo.

    Era o falso fermento da mentalidade de grupo fechado. Outra vez, os discípulos brigavam entre si pelo primeiro lugar Mc 9, Os discípulos as afastavam. Era o falso fermento da mentalidade de quem marginaliza o pequeno. A Paz é como uma casa para morar: ela é construída tijolo por tijolo. Qual é o tijolo que serve para construir a casa da Paz? A vida de Jesus é uma amostra de como ser construtor de paz.

    Qual o alicerce da casa da Paz? Seria construir a casa em cima da areia cf Mt 7, Seria uma peruca em cima de uma careca. Conforme o Evangelho de Marcos, a primeira coisa que Jesus fez foi chamar discípulos para formar comunidade com eles Mc 1,; 3, Lc 7,6 ; entre puro e impuro Mt 23,; Mc 7, ; entre pobres e exploradores Lc 20,46—47; 22, Ele trouxe a paz que só Deus nos pode dar Jo 14, É a paz fruto da justiça, fruto de longa luta e de muito sofrimento.

    Jesus reforçava a vida em comunidade que é o fundamento da Paz. Jesus procurava reintegrar as pessoas marginalizadas na convivência humana Mc 1, A Comunidade deve ser como o rosto de Deus, transformado em Boa Nova para o povo. Jesus era ecumênico e universal. Acolhia a todos: judeus, romanos, samaritanos, a mulher Cananéia. Por causa deste seu amor à justiça, Jesus foi criticado e perseguido. Quando perdoou o paralítico, foi criticado Mc 2, Quando foi jantar na casa do publicano Levi, foi reprovado Mc 2, Is 50,6; 53, Se quisesse, Jesus poderia ter escapado da morte.

    Era esta sua obediência radical ao Pai, que o levava a desobedecer às autoridades religiosas do seu tempo. Por este seu jeito de ser e pelo testemunho de sua vida, Jesus encarnava o amor de Deus e o revelava ao povo e aos discípulos Mc 6,31; Mt 10,30; Lc 15, Por isso era perseguido, mas mesmo perseguido, Jesus estava em paz.

    Ele queria que todos os perseguidos pudessem ter esta mesma experiência do Reino. O eixo escondido da vida de Jesus era o Pai. Eis alguns destes momentos. Você pode completar a lista:.

    Jesus gostava de rezar os Salmos. Como todo judeu piedoso, conhecia-os de memória. O ideal era este: cada pessoa aprender a rezar os salmos de tal maneira que por eles fosse despertada a criar o seu próprio salmo. Como bom judeu chegou a fazer o seu próprio salmo e o ensinou aos apóstolos, que o transmitiram para nós. É o Pai-Nosso Lc 11,; Mt 6, Jesus é para nós o Filho de Deus que nos revela o Pai. Deus ressuscitou Jesus, confirmando assim que o caminho de Jesus é o caminho do agrado do Pai.

    Terminamos repetindo as palavras com que o patriarca Alberto descreve o ideal da vida no Carmelo no prólogo da Regra do Carmo:. Prólogo Rc No entanto, como vocês nos pedem que, de acordo com o seu projeto, lhes apresentemos uma forma de vida à qual, de agora em diante, devem manter-se fiéis:. Determinamos, em primeiro lugar, que tenham um de vocês como prior, que seja eleito para este serviço através do consenso unânime de todos ou da parte mais numerosa e mais madura.

    De tal modo, porém, que, num refeitório comum, tomem o alimento que lhes for doado, ouvindo juntos alguma leitura da Sagrada Escritura, onde isto puder ser feito sem dificuldade.

    A Estabilidade no Lugar : assumir a forma de vida dos mendicantes. A Cela do Prior na entrada: acolher e encaminhar os visitantes. Em comunidade : o Ofício Divino ou a reza do Pai Nosso. Os que sabem recitar as horas canônicas com os clérigos, as recitem conforme as disposições dos Santos Padres e segundo o costume aprovado da Igreja.

    A abstinência : passar pelo nada para chegar ao tudo. Este caminho é santo e bom. É nele que devem andar! O apóstolo recomenda o silêncio, quando manda que é nele que se deve trabalhar. E como afirma o profeta: a justiça é cultivada pelo silêncio. Santo Profeta Elias,. Como Eliseu, aceitamos o desafio de sermos. Marcadores: Livros. S do Carmo. Conferia identidade às pessoas e as integrava num determinado grupo social ou comunidade. Os primeiros carmelitas, porém, abandonaram a terra do seu feudo na Europa e foram para a Terra de Jesus.

    Rc Começar, desde agora, cada dia, a permanecer uns cinco a sete minutos em total silêncio diante de Deus, sem fazer nada, sem dizer nada. Era cego. Qualquer moça ficaria empolgada! Leituras : 1. Sl 23 22 : O Senhor é meu Pastor, nada me falta 3.

    Lc 1, O Cântico de louvor e de compromisso que a Palavra fez nascer em Maria. Assim seja! Ela é o livro de Deus que nos abre os olhos e nos faz enxergar. Ora, a palavra da Bíblia é pronunciada por um Pai amoroso que nos ama muito. Exercitar-se na Leitura Orante da Palavra de Deus , ou seja, criar o costume de todos os dias fazer uma breve leitura da Palavra de Deus, nem que seja de poucos versículos.

    Jesus levantava antes dos outros para poder rezar Mc 1, Nadar se aprende nadando. Rezar se aprende rezando.

    Saber escrever: dom ou técnica?

    Durante o dia, seja no ônibus ou andando na rua, seja durante o trabalho em casa ou no emprego, rezar de memória uma dezena do terço, dez Avemarias, meditando num dos mistérios da vida de Jesus. Santa Terezinha lia e meditava muito os evangelhos.

    Era o seu livro de cabeceira. Mesmo assim o rezava. Você acreditaria? É muito difícil! Leituras 1. Is 55, A Palavra de Deus é como chuva que lava; sempre produz o seu fruto.

    Jo 1, Hb 4, A Palavra de Deus é viva e eficaz, e penetra até o fundo da alma4. A cruz era o pior instrumento de tortura inventado pelo império romano para dissuadir e abafar qualquer rebeldia contra o poder central. Visava desumanizar as pessoas a ponto de destruir nelas qualquer auto-estima ou sentimento de humanidade, e as matava através de uma agonia cruel e prolongada.

    SONHO CARTILHA BAIXAR TALITA O DE

    Ficava pendurado na cruz até o corpo apodrecer ou ser comido pelos bichos. Em Jesus, porém, a consciência de humanidade foi mais forte que a desumanidade do poder romano.

    Com este gesto Jesus mostrou que um grande amor é capaz de vencer o ódio que mata. Em Jesus, a força desumanizadora da cruz, esse terrível instrumento de ódio e de tortura, foi esvaziada. A cruz de Jesus tornou-se o símbolo da vitória do amor sobre o ódio, da vida sobre a morte.

    O amor levou Jesus ao dom total de si mesmo e, assim, tornou-se fonte de esperança para todo ser humano. A Eucaristia. Presença de Deus. O noivo, mesmo estando sozinho, pensa sempre na noiva e, por amor a ela, suporta qualquer problema.

    É bom exercitar-nos a pensar sempre em Deus, que revelou seu amor por nós nas atitudes que Jesus tomava com as pessoas. Como Jesus, ele foi preso e condenado por ter defendido a justiça, a liberdade e a fraternidade diante das aberrações do sistema nazista. Maria Madalena. Saber crer na força do amor de Deus, apesar de todas as nossas deficiências pessoais.

    Maria Madalena era uma moça da cidade de Magdala, à beira do lago da Galiléia. Por isso era chamada Maria Ma g dalena, Maria de Magdala. Ela deve ter sido uma moça cheia de problemas. Diziam que Jesus tirou dela sete demônios Lc 8,2; Mc 16,9. Mas Maria Madalena foi acolhida por Jesus e começou a fazer parte do grupo dos discípulos Mc 15,; Lc 8,2. Rom 8, Nada nos pode separar do amor de Deus, revelado em Jesus. Foi no silêncio daquele Monte que eles tinham feito o rascunho do seu projeto de vida.

    Alberto usou o rascunho para fazer a Regra do Carmo. O símbolo do Monte tem uma força evocativa muito forte. Como para o profeta Elias, assim também para nós, resta-nos uma longa caminhada 1Rs 19,6. O texto da Regra, você o encontra no fim deste livro. É bom reler, cada vez de novo, os doze pontos do DNA do Carmelo, descritos no capítulo 5 deste livro. O Silêncio. Ao longo dos seus 24 capítulos você vai subindo e, no capítulo 21, o capítulo sobre o silêncio, você alcança o topo do Monte.

    Foi o que Jesus fazia. Meu Deus! Por que me abandonaste? O Patriarca Alberto. Eles queriam e querem que todas as comunidades de Carmelitas sejam Pequenos Carmelos. Paulo Apóstolo. A Regra do Carmo nos apresenta o Apóstolo Paulo como modelo e exemplo. Como foi este processo em você? O Escudo do Carmo e suas três Estrelas. Olhe bem o Escudo com todos os seus detalhes: a espada, as doze estrelas ao redor, as três estrelas maiores no centro, a coroa, a frase, o desenho.

    O escudo é uma arma defensiva que evoca luta. O escudo traz três estrelas. Elas indicam como viver em obséquio de Jesus Cristo. Indica o ardor com que a luta deve ser conduzida. Aparecem ainda as doze estrelas que envolvem Maria, a mulher que aparece no Apocalipse Apoc 12,1. Elas trazem à memória tudo que Maria fez para encarnar a Palavra de Deus em sua vida. A Regra do Carmo afirma que o escudo da fé nos defende contra todos os ataques do poder do mal Rc 19 , isto é, da ideologia dominadora do sistema neo-liberal, dos enganos e falsas idéias de nós mesmos, e de tantos outros males que nos afligem a nós e ao povo de Deus.

    É para que tenhamos maior clareza de como , para onde e a favor de quem devemos conduzir a luta que a Regra pede de nós. Armas Espirituais. A Regra tem todo um capítulo sobre a luta e as armas espirituais. Quem quer praticar esporte, deve saber disciplinar sua vida 1Cor 9,